Widgetized Section

Go to Admin » Appearance » Widgets » and move Gabfire Widget: Social into that MastheadOverlay zone

As Notas das Ditaduras

Share Button

Por Jessé Salvino Cardoso.

Neste artigo se propõe a discutir atentamente a política em suas múltiplas facetas. Na perspectiva antropológica a política pode ser vista em três ângulos diferentes, mas que se interagem entre si ao longo da História da humanidade, tal interação abre um conjunto infinito de nuances que produziram tipos e ideologias, que assim permeiam nosso pensamento quando tocamos no assunto.

Que o leitor pode olhar com mais atenção , nas linhas seguintes: no ângulo ocidental que abrange todo continente europeu, onde se olha para as origens da democracia ocidental, em especial a grega.

Como o leitor pode ver assim avançamos em nossos assuntos. Após encerrar a série sobre o Absolutismo na França, após ter falado acerca da invasão da Sérvia, agora falarei das sistemas ditatoriais posteriores a primeira Guerra Mundial que dominaram a Europa, finalizando a breve série sobre os ditadores, falarei sobre as notas acerca das ditaduras.

As ditaduras por natureza eliminam a ideia mínima de democracia, por impor normas e padrões incomuns ao povo , tais observações são importantes de fato ao leitor , em que tempo um ditador suporta manter sua ditadura? O tempo é o menos importante no processo, a ideia original na verdade é entender a ditadura como um construto a ser observado.

Simetricamente a esse construto ocorre outros eventos que ajudam a realizar uma configuração assimilada de um confronto de forças, a ditadura nasce de uma militarização do governo que por sua vez deixa de ser civil , e ganha assim um generoso retrato de coturno verde e preto.

Notoriamente, a militarização na verdade assume um forma caricatural de existência fria e calculável , o governante no caso o frio tirano redesenha o mundo a sua forma moral. A governabilidade recebe exatas ameaças de possíveis manifestantes contra o seu modo de governar , arriscado e perigoso, em que a visão encarada é irrelevante ao outro.

O sistema sempre favorece o usuário do poder que aumenta á media que sabiamente usa os formatos que lhe são favoráveis a úteis ao mundo no momento, esse favor de usar o poder de forma clandestina , articula com os demais um outro caminho possível que respeite os anseios do povo.

Temendo revoltas e outras formas de negação de um governo, pois governar é um desafio constante.O ditador fica no palácio só com as suas maquinações e ideias acerca do poder , a constância do poder reside na força moral do usuário.

Assim, o poder era uma mera coincidência que ocorre na vida dele, pois tomou o poder por intermédio de um golpe bem planejado com boas conexões que vislumbrem afetar o governo vigente , o ditador usa todas armas que tem em prol desse sistema de declínio

Simetricamente, durante essa forma de governo, no caso uma ditadura esse formato de governabilidade tem um pequeno bem pequeno ponto de fraqueza a ser observada com naturalidade , a falta de segurança constitucional vigora durante esse formato , ainda que manipule o Congresso e o poder Judiciário. Ainda que ameace os juízes e os congressistas tudo em um momento pode ser perdido.

Assim , ele prossegue em seu governo rude e inacessível ao povo , mas a bajuladores que enchem o palácio. Agora cabe realizar algumas considerações relevantes acerca da ditadura em si mesma. Em primeiro lugar, uma ditadura tem também uma forma e modelo a ser observado, apesar de todas serem diferentes, na essência todas são uma só;Em segundo lugar, esse modelo sofre inúmeras transformações ao longo do tempo; Em terceiro lugar, um país e outro são formas modelares de observação técnica para um ditador.

Cada modelo ocupa um momento noa história da humanidade , nenhum modelo é igual ao outro. Esse mínimo fato requer boas vistas,a modelação pode ser parecida , mas no fundo tem funcionalidade diferente. Isso indica que um tirano tem desejos de poder que o outro que o antecedeu em outra época não teve.

Em quarto lugar, ele opera na dimensão real. Nessa dimensão promove o que deseja como um governante fora do prumo, essa consideração tem valor mediante o esforço moral do ditador. Cabe a ele somente ajeitar tudo afim de que o povo fique calmo , o famoso ‘keep calm’ inglês funciona bem nisso;

Realmente , esses pontos de vista nunca foram observados atentamente pelos cientistas políticos em seus manuais técnicos, considerando algumas ideias precisas, exige um padrão de governabilidade que um tirano pode criar de forma austera e dominar uma nação por um longo tempo.

Cada padrão exige formas sustentáveis de manutenção que afloram com o tempo exercido sobre elas , esse valor moral sobre as decisões pesam bastante . E ainda produzem um efeito bem negativo, o governante se vê diante de um grande muro em que não consegue sair moralmente.

Assim o ditador encarar a falsa governabilidade como um exato golpe dado no momento esperado, em que um dos populares assumir uma revolta organizada nos padrões comuns. A ousadia de alguns formalmente usuários do poder saem da área do risível . Ao ver um governo risível e ao mesmo tempo fracassado, a ideia de fracasso é uma crise estética e acidental.

Diante desse quadro funesto acima visto e observado , vamos a penúltima observação, uma ditadura de fato é um desvio do modelo patriarcal de governo, o modelo central se fragmentou e vimos parcialmente as partes desse quebra cabeça ao longo de todas colunas sobre a Europa que temos escrito até o momento.

Indica que um ditador na verdade é um menino na cadeira do poder que ainda brinca com uma forma de poder que desconhece ainda claramente e honestamente , a ausência de clareza indica uma falha no seu sistema temporário de governabilidade.

Tardiamente indo ruma a última consideração, o momento de governabilidade normalmente tem uma mínima durabilidade. Uma dinastia tem uma longa duração , uma democracia também, mas uma tirania não , porque o poder não advêm de uma fonte legítima ou moralmente correta . Por que uma fonte ilegítima?

Assim o poder pode advir de duas fontes , a primeira a fonte adequada quando eleito ou herda um governo, essas duas vias demonstram a legalidade do poder . A eleição garante a legitimidade do governo, e a monarquia hereditária também.

Doravante, a tirania na verdade é resultado frio e calculado de um golpe de mal-intencionados sujos que pretendiam destruir um governo legítimo , na verdade a ditadura como um construto instável e imaturo a qualquer momento pode ser destruído. A destruição anda a caminho no encalço do ditador e chega no momento em que ele menos espera.

Usualmente , o ditador dibla todos esse mecanismos democráticos e se intitula um deus no formato político e ao mesmo tempo faz uma apoteose crítica e apócrifa do poder em que está investido , o risco reside aí mesmo; os bajuladores divinizam a figura sombria do ditador.

Realmente, após finalizar com a percepção da ditadura como forma e modelo de governo que se desenha no horizonte. Agora vamos assim para um caminho possível da conclusão inconclusa e desafiadora para o autor como para o leitor, para o primeiro pois é ele que busca inspiração nas realidades cotidianas e o segundo pois busca alento para viver, nesse painel montado para entender o mundo político europeu , vimos agora todo processo das ditaduras e dos ditadores , esse retrato na verdade e a reprodução do que realmente conhecemos acerca das ditaduras.

Assim cada ditador resume uma mentalidade política acerca da governabilidade e da moralidade pública , o desenho de um governo se reflete no uso das mídias e da comunicação. Um governante tem uma ética que norteia seu trabalho, um ditador não usa da mesma ética governamental e moral, apenas ameaça os rebeldes contra seu governo.

Sinistramente, a governabilidade é uma pedra no sapato de um tirano que ainda não sabe governar seriamente, pois governar requer sabedoria e visão não somente ação de força de vontade moral e social que cabe bem em qualquer lugar, caro leitor essa visão distorcida do poder todos ditadores assumem gratuitamente. Caro leitor é desejável que você leia o artigo de Mac Margolis Escola de Ditadores no estadão. E nos acompanhe sempre por aqui , contamos com seu apoio, divulgue e opine sobre nosso trabalho.

www.choraminhices.com.br

Share Button

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.